Google
Pesquisa personalizada
Política de Privacidade   Visitantes: 380628

Maria, Mãe e Educadora

 

        Pelo Capital de Graças, damos nossas contribuições à Mãe de Deus, Ela as apresenta ao Pai que, pelos méritos de seu Filho, as transforma em graças e as coloca a disposição de Maria que as distribui, segundo sua vontade que é, ao mesmo tempo, conforme os planos de Deus.

 

  • A Doutrina da Filiação Divina e da Incorporação em Cristo, como filhos de Deus e membros de Cristo, temos grande responsabilidade por toda a Igreja, que é a grande família de Deus. O capital de graças nos exercita nesta responsabilidade.

 

        São Paulo escreve aos Coríntios: "Se um membro sofre, todos os membros padecem com ele; se um membro é honrado, todos os outros se alegram" (1 Cor 12,26); Jesus emprega a imagem da Videira e dos ramos (Jo 14, 1-8).

        Se contribuo com o Capital de Graças, todos os irmãos em Cristo são beneficiados.

        O mais interessante, é que nessas reuniões de grupo, a Irmã Aparícia aproveitava para aprofundar nos conhecimentos da religião. E nas explicações que ela nos dava dizia que a religião tem a finalidade de levar o homem e a mulher a um profundo conhecimento de Deus. E quanto mais a gente se aprofunda nos conhecimentos da religião, vai cada vez mais descobrindo que a religião bem conhecida, bem compreendida e bem vivida, é um sustentáculo para o discernimento certo das coisas que devemos saber, para que amemos o que devemos amar, para que louvemos o que é mais agradável a Deus, para que estimemos tudo o que é apreciado por Deus, e desprezemos tudo o que é negativo, tudo aquilo que nos leva a perdição e ao pecado. A força que vem do alto nos dá condições para que não julguemos os outros pelas aparências exteriores e nem critiquemos pelo que ouvimos de homens inesperientes, mas que tenhamos o discernimento certo das coisas visíveis e das espirituais e sobretudo o desejo de fazer sempre a vontade de Deus, mesmo nas situações difíceis de sofrimento.

        Vou contar o que ouvi num Retiro Espiritual.

        Uma vez num retiro, ouvi um testemunho de Dom Geraldo Fernandes, Arcebispo de Londrina, que quando ele era pequeno e havia decidido ir para o Seminário, havia uma senhora amiga de sua família, era muito religiosa e gostava muito dele, e nessa ocasião ela ofereceu a sua vida pela ordenação daquele menino que ela tanto admirava. Ele mesmo nos contou que havia um dia na sua agenda de trabalho, que ele sempre deixava em branco, porque nesse dia ele ia para uma cidade de Minas Gerais, visitar e celebrar uma Missa na casa dessa senhora que fazia 40 anos que estava paralítica numa cama e que todos os dias se alimentava da Eucaristia. E Dom Geraldo Fernandes contou-nos que precisava ver o semblante daquela senhora, sempre alegre e sempre sorridente, parecia até que ela já estava no céu, quarenta anos numa cama sofrendo sem nunca ter reclamado, só pode ser um milagre ou um grau bem elevado de santidade. Isto é - o que é fazer a vontade de Deus, sofrer calado sem nunca reclamar. Será que eu seria capaz? Será que você seria capaz?

        Houve um tempo que a Irmã Custódia (irmã de sangue da Antoninha) conduziu o nosso grupo e nesse tempo ela nos introduziu nos conhecimentos dos dons do Divino Espírito Santo. Eu me lembro bem que ela nos ensinava a rezar e pedir constantemente os dons do Espírito Santo, para mim foi muito bom porque até hoje eu conservo o hábito de diariamente rezar o terço do Espírito Santo, são 49 vezes que se pede esses dons que são sete:

 

  • SABEDORIA
  • INTELIGÊNCIA (ou ENTENDIMENTO)
  • BOM CONSELHO
  • FORTALEZA
  • CIÊNCIA
  • PIEDADE
  • TEMOR DE DEUS

 

        Ela nos ensinou que deveríamos repetir 7 (sete) vezes o pedido de cada dom. 7 x 7 = 49

 

    DOM DA SABEDORIA – Para que nós tenhamos uma preferência especial pelos valores eternos e não nos deixemos levar pelas vaidades de nosso mundo. Este mundo é passageiro. Temos a criação, concepção, vida. O homem está imerso no tempo: nele, nasce, vive e morre. A nossa existência é limitada e frágil, mas, a nossa alegria é que graças a alma espiritual, sobrevivemos à morte. A existência humana, apesar de sujeita ao tempo, é colocada por Jesus Cristo no horizonte da imortalidade – vida eterna: é o que nós cremos nos seis artigos finais do Credo Católico – Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.

    DOM DA INTELIGÊNCIA – Nós acreditamos que pelo batismo recebemos as três graças ou as três virtudes teologais: Fé, Esperança e Caridade, isto acontece verdadeiramente e somos realmente iluminados pela graça divina para que possamos entender bem as verdades da salvação e a doutrina da Santa Igreja Católica.

    DOM DO BOM CONSELHO – Tão necessário nos passos da vida a fim de que tenhamos uma preferência especial aos ensinamentos do Santo Evangelho e compreendamos melhor a vontade de Deus.

    DOM DA FORTALEZA – Para que nós sejamos cristãos autênticos, desprezemos o respeito humano, evitemos o pecado, pratiquemos as virtudes e com paciência e coragem enfrentemos as provações do mundo.

    DOM DA CIÊNCIA – Para que conheçamos sempre mais as nossas limitações e fraquezas, estimemos os valores eternos para evitarmos todo mal, tudo o que é pecaminoso.

    DOM DA PIEDADE – Para que sejamos fervorosos na oração, amigos de Deus, de Nossa Senhora, dos anjos e santos do céu, tenhamos o gosto especial pela Eucaristia o dom mais precioso que Jesus nos deixou, ficamos muito felizes, com uma alegria interior quando retornamos da Missa, é o ponto alto da nossa religião católica, é uma verdadeira Ação de Graças!

    DOM DO SANTO TEMOR DE DEUS – Para que lembrados da presença de Deus, nós que fomos criados à sua imagem e semelhança, templos do Espírito Santo, procuremos agir de tal modo que tudo em nós, seja agradável a Deus.

    "Ó Deus de poder e de bondade, que o Espírito Santo vindo habitar em nossas almas, se digne fazer de nós templos de sua glória".

 

        Peçamos ao Divino Espírito Santo, para que nos ilumine, sejamos católicos conscientes, e conheçamos nossas fraquezas, nossos defeitos e nossos pecados. Nos conceda uma graça especial e bastante eficaz, para nos arrepender e emendar deles. Derrame sobre nós a plenitude de seu amor, una nossos espíritos na verdade e nossos corações no amor, complete e aperfeiçoe em nós a graça da filiação divina. Amém.


Próxima página >>>

Os Ensinamentos da Irmã Aparícia

Sumário