Google
Pesquisa personalizada
Política de Privacidade   Visitantes: 374437

Festa das Bodas de Ouro

            (Este capítulo foi escrito pela filha Lizete Maria e a leitura foi apresentada no início da Missa de Ação de Graças, pela neta Olívia.)


Celebração da Missa
na Capela do Colégio Mãe de Deus.


Dia 21 de Outubro de 2.000.

 

A partir da esquerda, os irmãos Silvio,
Anunciata, Antoninha e Cosmo.

A partir da esquerda, os irmãos Silvio, Anunciata, Antoninha e Cosmo.

 

        Assim começa essa história. Antoninha, décima filha de uma família de imigrantes italianos, passou a infância e a adolescência numa casa que ficava em frente ao colégio Mãe de Deus, na rua Goiás. A proximidade física com o colégio contribuiu para que ela crescesse dentro da espiritualidade de Schöenstatt. Isto marcaria definitivamente sua maneira de ser e sua vida, além da vida de muitas pessoas ao seu redor. De sua casa, ela assistiu passo a passo a construção do Santuário da Mãe Três vezes Admirável.

 

Escola "Mãe de Deus". Antoninha morava a cerca de
100 metros a partir dos fundos da escola.

Escola "Mãe de Deus". Antoninha morava a cerca de 100 metros a partir dos fundos da escola.

 

        E aconteceu que, quando chegou a época de definir seu futuro, ela se sentiu atraída pela vida religiosa dentro da comunidade das Irmãs de Maria de Schöenstatt, a exemplo do que tinham feito duas de suas irmãs, Ercília e Custódia.

        Mas na verdade estes eram momentos de decisão! Ela ainda não estava certa se aquela era a vontade de Deus.

 

Em pé a partir da esquerda: Miguel, Filomena, Concheta,
Silvio, Graça, Antônia, Anunciata e Cosmo.
Sentados: Custódia, Dona Maria, Maestro Pepe e Ercília.

Em pé a partir da esquerda: Miguel, Filomena, Concheta, Silvio, Graça, Antônia, Anunciata e Cosmo. Sentados: Custódia, Dona Maria, Maestro Pepe e Ercília.

 

        Era final de maio em Londrina. Havia flores por todos os lados! Antoninha teve a idéia de fazer uma trezena para Santo Antônio pedindo para que sua decisão, de entrar ou não para vida religiosa, fosse iluminada por Deus. No primeiro de junho começou sua trezena, a qual finalizaria no dia 13, dia de Santo Antônio. No dia 8 ela foi com as amigas para a quermesse na Igreja Matriz. O som da banda de música se espalhava pela noite. Lá conheceu um rapaz, chamado José. Ele pertencia a uma família, também numerosa, de imigrantes espanhóis que trabalhavam na fazenda Cachoeira, no Estado do Paraná. José viera recentemente para Londrina. Ele fora atraído pela cidade promissora, em busca de um futuro melhor. O encontro que tiveram nesta noite tocou seus corações.

        Aos poucos foi ficando claro para Antoninha o que Deus reservara para ela. Assim, um ano e pouco depois, numa bela manhã de sábado, eles se casaram no Santuário da Mãe Três Vezes Admirável, ao som de violinos. A exemplo de seus próprios pais, tiveram muitos filhos. Estes filhos tiveram uma infância doce e feliz, cercados de carinhos pelos pais. José era um pai muito atencioso e dedicado à família. Antoninha nunca mediu esforços para cuidar bem dos filhos queridos. Não demorou muito para que José fosse também atraído pela espiritualidade do Movimento de Schöenstatt.

 

Antoninha e eu no jardim abaixo da Catedral de Londrina.
Namoro fase feliz.

Antoninha e eu no jardim abaixo da Catedral de Londrina. Namoro fase feliz.

 

        Anos difíceis se seguiram. As crianças cresceram, uma foi morar longe, alguns tiveram problemas de saúde, outros ficaram muito críticos em relação aos pais, os negócios da família andaram por caminhos muito difíceis... Para José e Antoninha não dava para entender muito bem quais eram os planos de Deus. O tapete da vida que estava sendo construída era então percebido pelo avesso.

        Durante todo este tempo de provações, José e Antoninha não esmoreceram na sua fé. Estiveram sempre juntos sob o manto da Mãe de Deus, orando diariamente e trabalhando em prol dos mais carentes.

        Os anos se passaram e esses filhos foram pouco a pouco se encontrando, atingindo a maturidade, construindo eles mesmos um futuro para si e para os seus filhos e netos.

        Aos poucos, José e Antoninha puderem enxergar de novo o fio da sua história sendo conduzido pelas mãos de Deus. Durante os 50 anos de casamento, eles foram se enriquecendo com todas as alegrias e tristezas que experimentaram na vida. Chegaram onde estão agora mais sábios, serenos e unidos do que nunca. É muito bonito vê-los juntos! Sempre confiantes em Deus e em Maria!

        É por tudo isso que este é o momento e este é o lugar para realizarmos esta celebração. Viemos aqui, familiares e amigos, de todos os credos e convicções, e nos aproximamos do santuário, que tanto significa para eles. Isso deve representar a superação de todas as nossas diferenças e a união dos nossos corações. Convidamos todos os presentes, a celebrar esta santa missa em ação de graças aos 50 anos de história de José Orquiza e Antoninha Louvércio, uma história de amor e felicidade.

 

A partir da esquerda, José Roberto, Lizete Maria, João Carlos,
Luiz Antônio, Liliam Maria, Leila Maria,
Fernando Augusto, Alberto Luiz e Luciane Maria.

A partir da esquerda, José Roberto, Lizete Maria, João Carlos, Luiz Antônio, Liliam Maria, Leila Maria, Fernando Augusto, Alberto Luiz e Luciane Maria.

 

 

MISSA DAS BODAS DE OURO

 

JOSÉ E ANTONINHA

 

21 DE OUTUBRO DE 1 950 - 21 DE OUTUBRO DE 2.000

 

        "Deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher, e não serão mais dois, mas um só."

(Gênesis, 2-24)

 

1 – ACOLHIDA DO COMENTARISTA

        Entrada do Padre Inácio

Canto de Entrada – CELEBREMOS NA ALEGRIA

        Entrada dos filhos, genros, noras e netos.


        Nesta celebração, José e Antoninha querem bendizer a Deus, pois a chama do seu lar, como a do Círio Pascal, se propagou para acender outros lares, onde brotaram novos louvores.

        Com alegria, vamos recebê-los:

        José Roberto e Maria Lúcia, com os filhos: Patrick, Phillip, Alline, Henry, Brian, Francóis, Olliver e o neto Symon.

        Lizete Maria, Washington Luiz e os filhos Daniel, Olívia e Vitor.

        João Carlos e Soninha.

        Luiz Antônio e Ana Esmeralda e os filhos Caio e Ivan.

        Liliam Maria.

        Érica, filha do coração.

        Leila Maria e o Paulo, com os filhos Jeremias e Mateus.

        Fernando Augusto.

        Alberto Luiz e Nádia, com os filhos Jhonatan e Jeniffer.

        Luciane Maria, Nilton e Fernandinho.


        Pausa.


        JOSÉ E ANTONINHA.

        Deus lhes concede a graça transformando a prata em ouro.

        Seus filhos os convidam: Venham renovar a promessa de 25 e 50 anos atrás, continuando a serví-lo um no outro até que os chame para as Bodas definitivas onde Ele será o esposo de suas almas.


        (Enquanto eles entram continuar o canto de entrada: CELEBREMOS NA ALEGRIA.)

 

2 – SAUDAÇÃO DO SACERDOTE

        Ele convida a neta Olívia para o comentário.

 

3 – ATO PENITENCIAL

        Sacerdote – O amor humano que une os esposos só pode durar quando há humildade para pedir e dar perdão.

        Peçamos a Jesus que nos perdoe cantando:

        PELOS PECADOS.

 

4 – HINO DE LOUVOR

        Na certeza que fomos perdoados, cantemos alegremente.


Canto – GLÓRIA AO PAI


        ORAÇÃO (Sacerdote)

 

5 – DEUS NOS FALA.

        Entronização da BÍBLIAFiquemos de pé e vamos abrir os nossos corações para receber a Bíblia Sagrada, magnífica carta de amor de Deus para nós, seus filhos.


Canto – NESTE MOMENTO EU LEVO


        Fiquemos sentados para ouvir o que o Senhor nos fala neste dia tão festivo.

        1ª LeituraEsta leitura do Apocalipse, capítulo 12, nos recorda a grande batalha que por vontade de Deus se travou no início do gênero humano entre o grande Dragão e a Mulher vestida de sol e coroada de 12 estrelas.


Leitura da Bíblia – APOCALÍPSE – 12, 1-5, 13ª 15-6

 

6 – SALMO RESPONSARIAL 127

        Refrão – Que o Senhor vos conserve sempre unidos, que ele fique entre vós.


        Feliz és tu que temes o Senhor,

        E andas nos seus caminhos

        Comerás do trabalho de tuas mãos,

        Ditoso serás e cumulado de bens.


        Refrão – Que o Senhor vos conserve sempre unidos, que ele fique entre vós.


        Como uma vinha fecunda será tua esposa, no interior de tua casa.

        Como brotos de oliveira estarão os teus filhos ao redor de tua mesa.

        Assim é abençoado o homem que teme o Senhor.

        Assim de Sião te abençoe o Senhor.


        Refrão – Que o Senhor vos conserve sempre unidos, que ele fique entre vós.


        Para que vejas a prosperidade de Jerusalém,

        Todos os dias da tua vida.

        Para que vejas os filhos de teus filhos

        Paz sobre Israel.


        Refrão – Que o Senhor vos conserve sempre unidos, que ele fique entre vós.

 

7 – ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Canto – Quero que faças em mim ...

        Comentário – O Evangelho de São João cap. 2, 1-11 nos mostra o auxílio que a Mãe de Deus leva incessantemente à Igreja, quer alimentando a fé dos cristãos no Banquete Eucarístico, quer socorrendo-os em suas necessidades.

        Após a leitura:

Canto – Bendito os pés que evangelizam.

 

8 – PROFISSÃO DE FÉ

 

9 – ORAÇÃO DA COMUNIDADE

        Sacerdote – Jesus, por ter nascido numa família e permanecido durante 30 anos, trabalhando, obedecendo e ajudando os seus pais, fez com que a família se tornasse um sinal vivo da própria Trindade, rezemos para que as famílias se tornem sinais vivos de Deus em nossos dias.

  1. Pela Igreja, pelo Santo Padre o Papa João Paulo II, pelo nosso Arcebispo Dom Albano Cavallin, pelo Bispo auxiliar Dom Vicente Costa, por todo o clero em especial pelo nosso Celebrante Padre Inácio, para que em seus trabalhos apostólicos sejam sempre iluminados pelo Divino Espírito Santo a fim de conduzirem o rebanho de Cristo de volta ao Pai. Rezemos ao Senhor...

  2. Pedimos para que a Mãe de Jesus, como nas Bodas de Caná da Galiléia, interceda junto ao seu Divino Filho, para que Ele transforme nossa fé, no vinho do amor, da paz e da caridade, rezemos ao Senhor...

  3. Por todas as famílias aqui reunidas e representadas, nós te pedimos Pai Celeste, que as façam verdadeiras famílias cristãs onde reina o amor, rezemos ao Senhor...

  4. Pai, na intimidade de nosso coração vimos pedir que cuide de nossos pais e derrame sobre eles especialíssimas bênçãos, para que vivam na tua paz e na verdadeira alegria, rezemos ao Senhor...

  5. Pelos nossos pais que souberam dar de si a todos nós, trabalhando, lutando chorando e sobretudo rezando pela nossa felicidade, rezemos ao Senhor...

  6. Por todos aqueles que chegam aos 50 anos de vida em comum, ainda juntos e felizes, dando exemplo de verdadeiro amor, rezemos ao Senhor...


ORAÇÃO EUCARÍSTICA

 

10 – PROCISSÃO DAS OFERENDAS

        (Sentados)

        Na família se vive o Mandamento do Amor, os esposos se amam e amam seus filhos, educando-os para a vida e são capazes de qualquer sacrifício por eles.

        Serão trazidos ao altar alguns símbolos que representam a vida desta família.

  1. Entrada do Crucifixo, do quadro da Mãe e Rainha, da Bíblia e do terço

  2.         Senhor, nós te ofertamos o Crucifixo que nos diz sempre que Jesus morreu e ressuscitou por nós.

            O quadro de Maria que nos acompanha há 50 anos, presente das Irmãs de Maria, centro de nosso lar.

            A Bíblia que é tua palavra viva em nossa vida e o terço onde contemplamos a vida, morte e ressurreição do Senhor Jesus.

  3. Oferta da Coroa

  4.         Senhor, nós te ofertamos a coroa com que coroamos a Mãe de Jesus, como Rainha do nosso Santuário Lar, "Centelhas do Santuário", manifestando o nosso amor e a nossa confiança filial.

  5. Oferta das Flores

  6.         Senhor, nós te ofertamos esta flores, representando as alegrias, realizações e sucessos de nossas vidas, as dores e sofrimentos, as surpresas difíceis e desagradáveis com que o Senhor nos presenteou na vida matrimonial.

  7. Oferta das Alianças

  8.         Senhor, aceita as nossas alianças. Elas são sinais visíveis do nosso amor e da nossa fidelidade.

  9. Oferta do Pão e do Vinho

  10.         Senhor, aceita o pão e o vinho, frutos do trabalho do homem, que vão se tornar corpo e sangue de Cristo, alimento que dá força e coragem ao cristão na caminhada da vida.


Canto de Ofertório – Nesta mesa, ó Senhor,
apresentamos. / SANTO.


Canto – Não passará.


COMUNHÃO


        Este é o momento de grande mistério. Pelo milagre da transubstânciação, Jesus está presente na Eucaristia e quer realizar o milagre da nossa transformação.

        Vamos abrir a nossa alma para que a doçura do amor de Deus possa realizar sua obra em nós


Canto de Comunhão – O Pão da Vida.


Canto de Ação de Graças – Maria Plena Gratia.


        Neste momento vamos acompanhar o casal jubilar e seus filhos até o Santuário onde eles se casaram e vão renovar suas promessas de amor matrimonial.

        (após a saída do Padre, casal e filhos, os convidados saem)


Canto – ORAÇÃO DA FAMÍLIA


S A N T U Á R I O – BÊNÇÃO DAS ALIANÇAS
(Ao som de violinos)


Oração de Ação de Graças (JOSÉ E ANTONINHA)


Canto – POR TUDO, TUDO


BÊNÇÃO FINAL


        Sacerdote – O Padre José Kentenich ensinava que em cada festa que a Igreja comemora, o Céu responde presenteando graças.

        Então, vamos abrir os nossos corações para acolher e fazer frutificar as graças jubilares sobre todos nós aqui presentes.

        Sacerdote – Pai Santo, criador do Universo / Vós que fizestes o homem e a mulher a Vossa imagem / e quisestes cobrir de bênçãos a sua união / vos pedimos por estes vossos filhos / que são nossos pais / nossos avós / que hoje celebram suas BODAS DE OURO / Desça sobre eles a vossa bênção / para que sempre encontrem a felicidade / dando-se um ao outro / e sirvam a todos de exemplo / Na alegria vos louvem / e nas tristezas vos procurem / sintam em seus trabalhos / a Vossa assistência / e nas aflições o Vosso consolo / Enfim, Senhor / após uma vida longa e feliz / possam com os amigos e os filhos que os cercam / chegar ao reino dos céus / Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.


RITOS FINAIS


        Sacerdote – O Senhor esteja convosco

        Todos – Ele está no meio de nós

        Sacerdote – Abençõe-vos Deus Todo-Poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo.

        Todos – AMÉM.

        Sacerdote – Vamos em paz, e o Senhor nos acompanhe

        Todos – AMÉM.


ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS


        (José) DEUS PAI, DEUS FILHO, DEUS ESPÍRITO SANTO e a Mãe de Deus, Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schöenstatt que há 50 anos está estabelecida em nosso lar, sempre nos guiou e nos orientou para o caminho do amor, que nos conduz ao DEUS TRINO.

        (Antoninha) Reunidos hoje neste Santuário de Graças, com grande júbilo, queremos agradecer profundamente por tantas bênçãos derramadas sobre nossa família, pelos filhos e filhas que são as preciosidades mais caras que alegram sempre o nosso lar.

        (José) Em todo esse tempo tivemos a reciprocidade do amor, em que consiste a verdadeira felicidade.

        (Antoninha) Agradecemos pelos netos, genros e noras que são flores que enfeitam nossa velhice e que continuarão nossa existência.

        (José) Um agradecimento muito especial às Irmãs de Maria do Colégio Mãe de Deus, que no dia 21 de outubro de 1.950 nos presentearam com um lindo quadro da Imagem da Mãe de Deus, nos orientaram na Obra das Famílias, para uma consagração do nosso lar e de nossa família, no qual coroamos a Mãe Três Vezes Admirável, como Rainha do nosso Santuário Lar e em cuja coroa estamos representados: pai, mãe e os dez filhos.

        (Antoninha) Agradecemos também a todas as pessoas amigas, que nos deram a mão nos duros tropeços da vida.

        (José) Querida Mãe de Deus, pedimos que as bênçãos jubilares, sejam hoje derramadas sobre todos nós que aqui estamos e sobre aqueles que não puderam estar presentes.

        (José e Antoninha) Amém.


Próxima página >>>

Relação de Convidados

Sumário